Crise Não Afeta Setor de Marketing de Rede

Esta afirmação surgiu a partir do balanço feito pela Associação Brasileira de Vendas Diretas (ABEVD) e matéria publicada na revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Os dados mostram que de outubro a dezembro de 2008 houve um crescimento real de 8.7% e vendas de R$5.5 bilhões. Não é de hoje que a indústria de Marketing de Rede é chamada de indústria à prova de recessão.

Eu considero que a conjuntura econômica atual, de certo modo favorece o crescimento das empresas no setor. Empresas que escolhem o Marketing Multinível como modelo de distribuição, crescem num ambiente de economia estável e desenvolvida, pois as pessoas tem renda e podem comprar boa quantidade de produtos e as que procuram o algo a mais vêem no MMN uma oportunidade real para complementar a renda e fazer a transição gradual de funcionário para dono de um negócio.

Já num cenário econômico de crise e provável recessão, o que impulsiona o negócio é principalmente a escassez de empregos, as demissões em massas, as pequenas ou inexistentes reservas para enfrentar momentos difíceis e a continuidade de contas a serem pagas. Isso faz que um número cada vez crescente de pessoas considere o Marketing de Rede como oportunidade legítima de geração de renda. A necessidade faz com que pessoas se empenhem em movimentar os produtos, pois quando os produtos são bons e mostram o seu valor, as pessoas continuam comprando. Talvez comprem um pouco menos, mas não abrem mão dos benefícios que o produto traz. A solução: ao invés de fazer uma grande venda para poucos clientes é fazer vendas menores para um número maior de clientes. Isso pode acabar por gerar um crescimento real como o constatado pela ABEVD aqui no Brasil.

Fonte: Marcelo Braun

Venha fazer parte da Forever Living Brasil, a solução para sua saúde e independência financeira e qualidade de vida!

Fale comigo: MSN reginaldo.forever@hotmail.com
Tel.: (12) 3019-4090

0 comentários: